CachaçaQual o dia Nacional da cachaça?

https://www.cachacadesabor.com.br/wp-content/uploads/2021/05/dia-nacional-da-cachaca-4.jpg

A cachaça é uma bebida que tem se popularizado cada vez mais no Brasil e, com isto, muitas variações de sua produção têm sido realizadas, para que sua qualidade seja desenvolvida e aprimorada.

Mas, para compreender a origem desta bebida tão tradicional, é preciso analisar um pouco sobre a história do Brasil e sua colonização, conhecendo as principais curiosidades sobre esta maravilhosa bebida.

Continue lendo a seguir e conheça o dia nacional da cachaça e a sua origem, reconhecendo como esta bebida faz parte da história do nosso país.

 

Conheça um pouco sobre a origem

A cachaça tem a sua origem ainda um pouco incerta no Brasil, assim como outras bebidas que são consideradas tradicionais em nosso território.

Mas, o que se sabe sobre está bebida é que ela pode ter sido criada em meados de 1516 a 1532 e, com isto, passou a ser considerada a primeira bebida destilada desenvolvida na América Latina.

De acordo com algumas histórias, existem pesquisadores que acreditam que a cachaça foi desenvolvida devido a uma variação realizada com a cana-de-açúcar na bagaceira, uma bebida considerada tradicional, desenvolvida em Portugal, contendo como sua base os bagaços de uva destilados.

E, ainda de acordo com  a sua história, acredita-se que esta bebida pode ter seu nome originado através do espanhol “cachaza”, nome utilizado para descrever um tipo específico de vinho típico de algumas regiões entre Portugal e Espanha.

Além disso, devido às suas grandes variações sobre sua história, acredita-se ainda que o nome desta bebida pode ter origem a partir de uma versão feminina da palavra “cachaço”, nome utilizado para chamar os porcos selvagens, utilizado na época.

O motivo para que a bebida tivesse recebido este nome foi que o líquido poderia ser utilizado também para amolecer o preparo da carne do animal, processo realizado antes mesmo do seu processo de cozimento para o consumo e preparo.

Mas, devido ao tradicional e antigo processo de destilação, fazendo com que este líquido pingava dos alambiques, esta bebida passou a ser chamada popularmente de “pinga”.

Taxação e a história de sua proibição

Com o tempo e seu desenvolvimento, a cachaça foi se tornando uma bebida muito popular no Brasil e com um valor reconhecido em todo o país.

E, por isto, esta bebida foi sendo utilizada como moeda de troca em negociações, podendo estar presentes em negócios escravagistas e algumas compras de bens muito valiosos para a época.

Mas, no ano de 1635, houve relatos de que a corte portuguesa decidiu cortar o comércio da bebida, proibindo a cachaça em todo o território brasileiro.

As razões para que sua proibição acontecessem são variáveis e, de acordo com registros históricos, a corte teria alegado que está bebida pudesse causar uma grande revolta entre as pessoas escravizadas, interferisse no processo de exploração de ouro e em seu desempenho ou ainda que passasse pela desvalorização da bagaceira.

Mas, apesar de seu decreto de proibição, a corte não conseguiu impedir que a cachaça fosse detida e seu comércio barrado, havendo ainda uma forte comercialização clandestina.

E, com isto, os responsáveis pelo governo decidiram permitir novamente a produção e comercialização da bebida. Mas, como forma de controle, foi-se incluída uma taxa em seu valor, dando origem a uma das principais cobranças de impostos da história do Brasil, determinado pelo Império Português.

Os impostos, neste caso, também serviam como uma grande estratégia para eu a corte conseguisse investir na reconstrução de Lisboa.

A bebida de orgulho em todo o país

Depois de muitos anos presente na história do Brasil, a cachaça foi sofrendo alterações em sua popularidade e passando por bons e maus momentos.

Após a infeliz tentativa de sua proibição, determinada pela corte portuguesa, a cachaça foi ganhando cada vez mais espaço no território brasileiro e, a partir de sua criação, outras bebidas foram sendo desenvolvidas, assim como a caipirinha e o quentão.

E, com isto, esta bebida pode ser considerada um grande aspecto de formação cultural e social, fazendo parte da história do Brasil.

Por ser uma bebida acessível, foi associada também pelo grande consumo das classes menos favorecidas e pelas pessoas escravizadas desde o início de sua criação.

E, por isto, a cachaça carregou alguns preconceitos ao longo de sua história, sendo considerada injustamente uma bebida de qualidade ruim e sem valor.

Mas, felizmente, ao longo dos anos este conceito foi sendo modificado e novas produções foram surgindo, mostrando o valor das cachaças artesanais e da sua produção para a história do Brasil.

Algumas curiosidades sobre a bebida do brasileiro

O dia nacional da cachaça é comemorado em 13 de setembro e esta é uma data muito representativa para a cultura brasileira, que demonstra toda a luta pelos preconceitos que haviam na época da colonização.

E, para simbolizar toda a luta que envolve a história desta bebida, o Instituto Brasileiro da Cachaça desenvolveu esta iniciativa, com o projeto de lei 5428/2009.

Mas, além disso, existem outras curiosidades muito interessantes, que dizem respeito sobre a origem e produção desta maravilhosa e tão tradicional bebida, como:

  • O Brasil, atualmente, é responsável pela produção de 1,2 bilhões de litro de cachaça anualmente;
  • A cachaça é uma bebida exportada para mais de 60 países e, o país que mais possui demandas de seu consumo é a Alemanha, sendo responsável por aproximadamente 30% de seu recebimento fora do Brasil;
  • A cachaça é uma bebida considerada com o maior número de palavras sinônimas, podendo haver mais de 2000 palavras que determinam o seu significado, de acordo com estudiosos.

Conheça a Cachaça Rainha da Cana e sinta o sabor da tradicional bebida brasileira

A cachaça é uma bebida muito tradicional em todo o Brasil, fazendo parte da história da construção do país.

E, devido a isso, o seu desenvolvimento foi se aprimorando e permitindo que diferentes tipos de cachaças artesanais fossem surgindo no mercado, como a cachaça Rainha da Cana.

Além de ser certificada pelo Ministério da Agricultura, esta cachaça é produzida e envelhecida em tonéis de carvalho, permitindo que seu sabor fique indescritivelmente único, oferecendo um maravilhoso prazer em cada gole.

O seu processo de produção envolve os melhores ingredientes, permitindo que tudo seja feito de forma artesanal, através de um Know How com mais de 50 anos de experiência.

A cachaça é considerada uma das bebidas mais apreciadas em todo o mundo e, além disso, é uma marca registrada em todo o Brasil, podendo ser equipada a outros tipos de destilados tradicionais, como a vodka e o whisky.

É uma bebida que traz muito orgulho para o Brasil, principalmente por fazer parte de sua história e de suas principais conquistas dentro do mercado e de suas negociações.

Além de ser consumida pura, a cachaça também pode ser a base para diferentes e deliciosas bebidas, que leva ela como principal ingrediente.

Portanto, se você deseja experimentar uma cachaça de qualidade e sentir o sabor brasileiro em casa gole, não deixe de conhecer a cachaça Rainha da Cana e veja que todo dia pode ser o dia nacional desta bebida tão querida em todo o mundo.

×