CachaçaAprenda Tudo Sobre Pinga

https://www.cachacadesabor.com.br/wp-content/uploads/2021/05/pinga.jpg

Sempre há a dúvida, será que a pinga é a mesma coisa de cachaça e será que a cachaça, assim como a pinga, é a mesma coisa de aguardente?

Para solucionar esse mistério e saber mais curiosidades sobre essa bebida brasileiríssima acompanhe a matéria até o final.

Pinga – Definição

pinga é uma bebida de alto teor alcóolico e é por definição uma aguardente. Bebidas destiladas derivadas de mostos de vegetais, como por exemplo, a cana de açúcar, beterraba e mandioca, são consideradas aguardente.

A nomenclatura da pinga veio através do processo de fermentação do mosto da aguardente. Quando o caldo de cana, ou mosto, era posto para fermentar e depois seria servido como alimento para os escravos.

O vapor fazia com que a substância ficasse no teto dos engenhos e pingava nos escravos. Inclusive isso é uma das teorias de como a cachaça foi criada. Por pingar nos escravos o nome se popularizou.

A História da Pinga

Como caía em forma de pingos nos rostos dos escravos e indo para a boca deles, assim eles provavam a primeira forma da cachaça em sua forma bruta.

Por causar um ardor em contato com a pele eles denominaram de aguardente.

Além de provar involuntariamente perceberam a euforia que aquele líquido provocava, e para perpetuar essa sensação eles repetiam as doses.

Em registros do século XX a pinga, como era chamada, era referida a uma bebida que era consumida apenas por escravos e pessoas de classe baixa, e era chamado de vinho da cana.

Como ganhou o gosto dos nativos, os colonizadores decidiram deixar de importar bebidas caras provindas da Europa, para tornar habitual o consumo da cachaça.

Assim a cachaça deixou de ser marginalizada e foi posta na mesa dos ricos sendo consumida em eventos da alta classe e da Corte Portuguesa, inclusive o quentão português veio da cachaça.

Hoje a pinga como chamamos, é importada para todo o mundo e é sinônimo de bom gosto, riqueza e concede ar de alto status aos consumidores.

Pinga vs Cachaça

Como vimos a pinga é uma aguardente, por ser um destilado de alto teor, assim como o rum e a vodka.

E a pinga e a cachaça? Bom, as duas tratam da mesma coisa, porém é o uso da palavra pinga que é utilizada pelos menos abastados e também em áreas interioranas.

Já a cachaça provém de um nome espanhol cachaza, que era o nome do mel de borra retirado da cana de açúcar.

E a cachaça tem uma fórmula própria que foi patenteada pelo ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso, onde ele nomeou toda bebida destilada provinda da cana de açúcar que tenha um teor de álcool entre 38% e 48%.

Que tenha como base o mosto da cana e utilize seis gramas de açúcar a cada trinta litros, além de ter que obrigatoriamente ser feita no Brasil.

Tornando-a tipicamente brasileira, e fruto da nossa cultura e história.

Hoje o nome é popular e um dos sinônimos mais usados para definir a cchaça.

Pinga é uma marca da nossa brasilidade

pinga está presente em nossa história há muitos séculos, se estima que foi criada entre 1516 e 1532, no Estado do Pernambuco, que tem como tendência a nossa miscigenação de culturas e etnias.

Hoje a pinga é apreciada no mundo todo e considerado uma das melhores aguardentes de cana de açúcar do mundo. E como esperado é o nosso símbolo lá fora.

A partir de agora você vai ver a cachaça ou a pinga de um modo diferente, apreciando não apenas o seu sabor ou as suas combinações, mas o fruto dela em nossa cultura.

Você conheça uma das pingas mais famosas do Brasil? Conheça a história da cachaça Rainha da Cana.

×