CachaçaComo é feita a destilação da cachaça?

https://www.cachacadesabor.com.br/wp-content/uploads/2021/07/destilacao_00003.jpg

A destilação da cachaça é o que transforma o caldo de cana nesta bebida alcoólica tipicamente brasileira, que conquista pessoas ao redor de todo o mundo com seu sabor indescritível.

Entender mais sobre este processo de destilação é muito importante, para compreender o trabalho dos alambiques e saber como os produtores prezam pela sua qualidade.

Continue lendo a seguir e confira como é feita a destilação da cachaça, para compreender mais sobre seu processo de produção, para que esta bebida possa ganhar forma.

Entenda melhor como é feita a destilação da cachaça

A cachaça é uma bebida alcoólica muito conhecida em todo o território brasileiro, originada através da destilação do caldo de cana.

Em seu processo de produção, os microorganismos que recebem o nome de levedura atuam de forma única, transformando o açúcar em álcool.

E, depois de passar por este processo, o produto resultante passa por outra etapa, onde é aquecido em altas temperaturas nos alambiques, até que finalmente possa se transformar em cachaça.

Dessa forma, no processo de destilação, o álcool fica condensado, passando por uma espécie de serpentina. E, neste momento, o primeiro líquido que é extraído deve ser descartado.

Este processo inicial é importante, já que este primeiro líquido, chamado de “cachaça de cabeça”, contém uma grande quantidade de substâncias consideradas voláteis, capazes de danificar de forma irreversível o organismo das pessoas que o consumirem.

O restante do líquido que é extraído no momento de produção recebe o nome de “coração da cachaça”, sendo considerada a parte boa, que é própria para o consumo dos seus apreciadores.

Mas, depois da extração da parte boa, é possível ainda contar com uma espécie de “água fraca”, que são os líquidos restantes, que são extraídos mas possuem um teor alcoólico muito baixo.

Depois de todo este processo de produção, a cachaça está pronta para ir para o engarrafamento, onde ficará envelhecendo durante algum tempo em barris próprios e, com isto, aprimorando seu sabor.

Os fatores que influenciam no desenvolvimento do sabor da cachaça neste momento são as condições climáticas, qual o tipo de repouso e a madeira utilizada na fabricação do barril, capaz de determinar a qualidade desta bebida de forma completa.

A origem da cachaça

A cachaça é uma bebida de origem brasileira, desenvolvida nos períodos do Brasil colonial.

Por volta do ano de 1637, foi levada uma das primeiras caldeiras para a região de Pernambuco, a fim de produzir o melado de cana.

Mas, neste processo, era comum se formar uma espécie de borra adocicada, onde se encontrava concentrada na parte de cima da garapa e, para que seu processo de produção acontecesse, era necessária a sua remoção.

Neste momento, os escravos removiam estes resíduos com uma espécie de escumadeira e colocavam tudo em uma tábua.

Ali aconteceu a primeira fermentação da cachaça, que foi provada por um dos escravos, aproveitando o seu efeito etílico e, com isto, deu origem à descoberta da produção desta bebida conhecida e muito consumida nos dias de hoje.

Com o tempo e com o aprimoramento de sua produção, a cachaça passou para as casas de engenho, onde passou a ser consumida e apreciada, não demorando muito até que esta bebida começasse a ser migrada.

Mas, no fim da imigração, a cachaça passou a ser considerada uma bebida de segunda, principalmente com o aparecimento de outros tipos de bebidas alcoólicas trazidas por pessoas de outros países.

Porém, felizmente, esta bebida tomou novamente seu lugar de origem e hoje é muito valorizada no Brasil e em outros países do mundo, principalmente devido às suas variações de drinks, como a caipirinha.

Conheça qual o passo a passo para a produção de uma cachaça artesanal

Como vimos, a cachaça é uma bebida que faz parte da história do Brasil e o seu processo de produção é feito de forma artesanal, permitindo que ela tenha o sabor original tão apreciado por todos.

Mas, para entender melhor, veja quais são os seus principais passos de produção:

  • Colheita da cana de açúcar totalmente madura. Além disso, é essencial que a cana esteja limpa e seja espremida em um curto período de tempo após o corte.
  • A cana passa pelo processo de moagem, onde é retirado seu caldo para a produção da cachaça;
  • Depois, é feito o processo de fermentação, que ocorre em grandes tanques que recebem o nome de dornas. Neste momento, são acrescentados outros ingredientes como o farelo de arroz, capaz de auxiliar no processo de fermentação e multiplicação das leveduras, fungos responsáveis pela transformação do açúcar em álcool;
  • Assim que sua fermentação chegar ao fim, é chegado o momento de destilação, onde o líquido é despejado em um caldeirão aquecido, chamado de alambique. Neste processo, é feito o processo de evaporação do álcool etílico, passando por uma serpentina e resfriando, para preparar a cachaça;
  • Depois de todos estes passos, a cachaça deve ser engarrafada no mesmo momento, para que ela possa descansar e oferecer o sabor e resultado esperado.

O envelhecimento da cachaça normalmente é realizado em barris de carvalho, uma madeira capaz de trazer um sabor único e incrível para esta  bebida, valorizando ainda mais a sua produção e permitindo que ela aumente ainda mais a sua qualidade.

O processo de produção e destilação da cachaça faz parte da história do Brasil e, por isto, é considerada uma das bebidas mais tradicionais do nosso país, fazendo parte de um processo de exportação e consumo local enorme.

Além de ser consumida pura, a cachaça também pode ser a bebida base de drinks muito tradicionais, como a caipirinha, marca registrada do Brasil.

Agora que você já sabe mais sobre o processo de destilação da cachaça, consegue entender a importância de investir em um alambique que produz sua bebida com qualidade e priorize a experiência de seus clientes em cada gole.

×