CachaçaO que é um alambique de cobre?

https://www.cachacadesabor.com.br/wp-content/uploads/2021/07/alambique-de-cobre_00003.jpg

A produção de cachaça no Brasil movimenta grande parte da economia das bebidas e, além de tradicional, remete à história da chegada dos portugueses em nosso país, já que ela é produzida desde os primeiros anos de instalação dos engenhos no estado de Pernambuco.alambique de cobre.

Apesar de muito antiga e já conhecida, a cachaça pode passar por diferentes formas de produção em alambiques muito diferenciados, entre eles o alambique de cobre. Veja o que é um alambique de cobre e confira mais sobre a maior bebida do Brasil!

Como funciona um alambique?

Embora todos conheçam alambique como o lugar onde a cachaça é fabricada, na verdade ele é também o equipamento utilizado para a produção da cachaça. É no alambique que acontece o processo de destilação da bebida final.

Se você quer saber o que é um alambique de cobre, saiba que todos os alambiques foram desenvolvidos a partir de um processo que foi melhorando com o tempo, já que a cachaça foi produzida inicialmente de forma acidental.

A história da bebida conta, e não se sabe se é lenda, que um dos escravos de um engenho em Pernambuco deixou o caldo da cana que é obtido no processo de fervura para produção do açúcar, em um recipiente onde ele foi fermentado naturalmente e evaporou.

O líquido que pingava dessa fermentação, a destilação, era uma bebida alcoólica com gosto diferenciado e interessante. Foi assim que a cachaça surgiu e começou a ser fabricada em locais e com equipamentos rudimentares, até que os alambiques foram sendo criados.

No entanto, alambiques são usados para diversos processos de destilação já há muitos séculos, desde que os estudos em química e substâncias começaram a surgir. Seu uso em bebida foi uma adaptação quando se soube que a partir desse processo era possível produzir bebidas alcoólicas diversas, como cachaça, vodca, uísques e tequila, por exemplo.

Como é feito um alambique?

Um alambique, seja para produção de cachaça ou de outra bebida, seja um alambique de cobre ou outro convencional, é composto basicamente de três partes, que unidas conduzem o processo de fabricação da pinga como conhecemos nos dias de hoje.

Essas partes do alambique são o pote, que é o local onde a bebida é inicialmente fermentada a partir do processo de aquecimento, o pescoço, que também é chamado de pescoço de cisne, que é o local onde o álcool sobe quando começa a evaporar e, a última parte é o condensador, que é onde cai a bebida após o processo de evaporação.

Existem alambiques diferenciados e de diversos tamanhos. Existem algumas bebidas que passam por dois processos separados de destilação e exigem alambiques com mais partes e ambientes diferenciados para atender ao processo.

O que é um alambique de cobre?

Muita gente pode não saber, mas o alambique de cobre é uma peça fundamental para a fabricação da cachaça nos dias de hoje! O cobre é utilizado porque é um excelente condutor de calor.

Dessa forma, embora seja possível construir alambiques de outros materiais, o cobre consegue oferecer as condições de produção mais rápidas devido à sua alta capacidade de conduzir calor. Mas não é só por isso que existem os alambiques de cobre!

O outro motivo é que moldar o cobre é mais fácil do que outros metais. Como o alambique é formado de partes curvas e diferenciadas, metais muito rígidos dificilmente facilitam a produção dessas peças que são fundamentais para a produção da cachaça e de outras bebidas destiladas.

A reação química do alambique de cobre quando a bebida é produzida também é favorável. Assim, a eliminação de substâncias tóxicas e indesejáveis que podem resultar da produção de cachaça podem ser separadas e eliminadas, como é o caso do enxofre, que precisa ser descartado junto com a “cabeça da cachaça”.

Produção de cachaça no Brasil – alambique de cobre

Assim como o alambique de cobre já se tornou peça fundamental para a produção da cachaça, essa bebida já faz parte de um dos principais produtos de exportação, talvez o mais antigo produzido no Brasil.alambique de cobre

Sabe-se que as cachaças começaram a ser produzidas logo nos primeiros anos de engenho de cana-de-açúcar em Pernambuco, provavelmente antes do ano de 1520. Assim, junto com os engenhos que foram se espalhando pelo país, a cachaça também foi sendo produzida com diferentes características em diversos estados.

Além de Pernambuco, onde surgiu, existem cachaças mais famosas e já bastante tradicionais que são feitas em cidades paulistas, um dos principais polos de produção de cana-de-açúcar até os dias de hoje e em Minas Gerais, que foi onde realmente ganhou fama!

As cachaças mineiras são realmente as bebidas mais conhecidas e exportadas que se pode ter notícia, e isso não acontece à toa! Além da produção em alambique de cobre especificamente feito para esse fim, em Minas Gerais os processos de envelhecimento e aromatização ganharam corpo!

Cachaças mineiras – 

Atualmente, a produção de cachaças mineiras é significativa para a economia do estado e do país, sendo um dos produtos de exportação mais famosos entre as bebidas alcoólicas.

Muitos estrangeiros que vêm ao Brasil vão até Minas Gerais para adquirir cachaças produzidas da fonte e mesmo quem já reside há tempos no país e no estado não se cansa de apreciar essa bebida que é a cara do Brasil e que faz parte de nossa história desde a colonização.alambique de cobre

Em Minas Gerais a cachaça também é chamada de pinga ou de caninha, dependendo do local do estado. Como esse é um dos maiores estados do Brasil, os processos de fabricação e envelhecimento são muito diversificados, tendo como resultado a produção de diferentes cachaças com sabores variados.

Como você acompanhou, o alambique de cobre é peça fundamental para a produção das melhores cachaças, mas também de qualquer bebida alcoólica destilada de alta qualidade, já que é o metal que consegue manter e garantir as propriedades adequadas à produção!

Não deixe de experimentar as cachaças mineiras e brasileiras de diferentes lugares e saboreie a história do país!

×